Troca de dívida: o que é e quando fazer?

Para realizarem o sonho da casa própria ou comprarem um veículo, normalmente, as pessoas fazem dívidas ou adquirem empréstimos com altas taxas de juros. Além disso, podem acabar se enrolando com o cartão de crédito e dividindo a fatura em parcelas, com a incidência de juros.

Sem perceber, você está endividado e não tem condições de quitar todos os débitos. A solução para diminuir os juros e a correção monetária é fazer a troca de dívida, vantajosa quando substitui uma dívida mais cara por outra mais barata.

Quer saber o que é e como funciona a troca de dívida? Fique conosco para entender mais!

O que é a troca de dívida?

A troca de dívida é o modo de você substituir um débito com altas taxas de juros por outra dívida mais barata, já que seus juros são menores. Dessa forma, é possível quitá-la facilmente, sem comprometer o seu orçamento mensal.

Por que a troca de dívida é vantajosa?

Trocar de dívida é o melhor modo de se livrar dos juros altos dos débitos e manter o pagamento em dia. Esse é o meio de você negociar e encontrar as melhores opções de pagamento, com baixas taxas e valores de parcelas que cabem no seu orçamento.

Realizando a troca de dívida, você vai conseguir centralizar diversas dívidas em apenas uma, substituindo os débitos de cartão de crédito, empréstimos e financiamentos.

Como fazer essa troca?

Ao decidir trocar de dívida, você precisa analisar sua situação financeira. Registre todos os seus débitos, especificando valor, número de parcelas e datas de vencimento. Faça o mesmo com seu orçamento mensal, para saber qual o valor que consegue pagar em caso de um novo empréstimo.

Após, estude as opções de troca de dívida apresentadas pelo mercado. Compare as taxas de juros e formas de pagamento em cada banco. Faça simulações e negociações com todas as instituições financeiras.

Quando for realizar a portabilidade da dívida, atente aos detalhes, para que a troca seja benéfica para o seu atual contexto financeiro. O importante é a taxa de juros que vai ser aplicada, pois somente uma parcela menor, em longo prazo, vai gerar prejuízo.

O que é o home equity e como usá-lo na troca de dívida?

O home equity é um tipo de empréstimo com imóvel de garantia. Quem procura por um crédito oferece ao banco um imóvel quitado e que esteja em seu nome, a fim de assegurar o empréstimo até sua quitação.

Você pode trocar sua dívida contratando o home equity, que tem menor taxa de juros, parcelas com valores menores e prazo mais longo para quitar o empréstimo. Isso porque o risco que o banco corre é baixo, possibilitando melhores condições de pagamento.

Ressalta-se que o home equity é diferente da hipoteca, apesar de ambos se tratarem de empréstimos com imóvel de garantia. A diferença entre eles é que, no caso da hipoteca, o imóvel permanece no nome e na posse do contratante. Já no home equity, o imóvel passa a ser do banco, que pode usá-lo como entender.

Portanto, a troca de dívida permite que você pague suas dívidas da melhor forma. No entanto, é preciso ter atenção aos juros e encargos de todas as transações financeiras e sempre buscar as alternativas mais viáveis para diminuir esses impostos. Por isso, recomendamos que você conte com um auxílio profissional, como o da CrediHome, capaz de analisar as linhas de crédito oferecidas no mercado.

Gostou deste post? Então, assine a nossa newsletter e receba novas informações!

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Share via
Copy link
Powered by Social Snap