Conheça 9 tipos diferentes de apartamento e escolha o ideal

Se você pensa em comprar um imóvel, é necessário conhecer os diferentes tipos oferecidos no mercado imobiliário para entender qual é o mais adequado às suas necessidades. Neste post, trataremos sobre o tema para que você tome uma decisão mais bem embasada.

Ao decidir comprar um imóvel, é preciso entender o que muda entre eles para definir qual é o ideal e compreender as ofertas dos vendedores. Os tipos de apartamento são diversos e apresentam particularidades que são decisivas para garantir o conforto dos novos moradores.

Essa é uma das preocupações que devem constar na pesquisa para escolher um lar, ao lado da preferência por apartamento ou casa. Para ajudarmos nessa tarefa, listamos os 9 principais tipos de apartamentos e explicamos as suas particularidades. Confira e tire as suas dúvidas a seguir.

1. Padrão

O tipo padrão é o apartamento tradicional, com divisões bem definidas dos cômodos — sala, cozinha, banheiro e garagem —, além de dois ou três dormitórios. Ele pode contar com outros espaços, como varandas, lavanderias e suítes.

Esse é o tipo mais conhecido e destacado em anúncios de imóveis, que costumam focar a quantidade de quartos para direcionar os mais interessados na escolha. O apartamento padrão consegue atender às necessidades de diferentes públicos: solteiros e famílias com ou sem filhos.

2. Duplex

O apartamento duplex ocupa dois andares do prédio, por isso é conhecido como “apartamento sobrado”, igual às casas, oferecendo mais espaço para os moradores. Não é porque são dois andares que o apartamento precisa estar na cobertura, porém. Ele pode estar posicionado no meio do edifício, só precisando ter mais de um andar.

Internamente, o primeiro andar contém, geralmente, os cômodos considerados “sociais”, como sala, cozinha e lavabo. No segundo andar, ficam os quartos e os banheiros, em um espaço mais privativo para os moradores. Seguindo o mesmo padrão, também existem os modelos triplex, com três andares.

3. Cobertura

A cobertura é o apartamento que fica no último andar do prédio e pode ter uma estrutura de duplex ou triplex. Muitas vezes, esse tipo de apartamento ocupa todo o andar, oferecendo mais espaço do que as demais unidades.

Outro diferencial da cobertura é a inclusão de áreas de lazer, como espaço gourmet, piscinas e espaços abertos, o que dá a aparência de uma casa. Por isso, ele costuma ter um valor mais elevado em relação aos outros tipos de apartamento.

4. Loft

É um modelo de apartamento que não conta com divisórias entre os cômodos, deixando a impressão de que é um espaço mais amplo. A divisão costuma ser demarcada por detalhes da estrutura e da decoração. O loft também pode conter mezaninos para aumentar o espaço e deixar alguns ambientes separados.

Ele tende a ser um apartamento mais compacto, mas existem opções com uma metragem maior que a média, até porque são baseados em galpões abandonados. O loft costuma ser mais procurado por pessoas solteiras e por casais que não têm filhos.

5. Studio

O apartamento studio é mais parecido com os lofts, mas com menos espaço. Em alguns casos, o studio apresenta alguma divisória para dar mais privacidade aos moradores, contudo, cozinha e sala de estar são sempre integradas.

Com cerca de 30m² a 40m², o apartamento do tipo studio é o modelo ideal para quem vai morar sozinho e para casais que não têm filhos. Com as limitações de espaço, no entanto, não é o tipo mais indicado para quem gosta de receber visitas.

6. Kitnet

Conhecido como um ambiente pequeno, é um imóvel com cerca de 20m² a 40m². Nele, há apenas um cômodo que tem a função de sala, quarto, cozinha e banheiro. Pode ser que haja balcões ou “paredinhas” separando os “subcômodos”, a fim de garantir a harmonia do apartamento.

O kitnet é um imóvel perfeito para quem deseja morar sozinho numa grande cidade, por ser mais barato e ter uma estrutura reduzida. Se você pretende utilizá-lo somente para dormir, talvez investir nesse tipo seja uma boa opção.

7. Penthouse

Apesar de ser semelhante a uma cobertura, por ser localizado no topo de um edifício e ser mais caro e luxuoso por essa razão, o penthouse não é duplex ou triplex. A grande vantagem é que sua área útil é muito maior, o que o torna mais confortável para os seus moradores.

O penthouse tem uma área externa maior em relação à cobertura, parecendo um imóvel térreo. Ele garante uma vista privilegiada e panorâmica, conforto acústico e térmico, localização nobre, elevador privativo e cômodos amplos e bem divididos.

Esse é um apartamento ideal para famílias numerosas, que desejam ter animais de estimação e espaço para as crianças brincarem, principalmente por ter uma piscina. O penthouse, desse modo, assegura a tranquilidade de todos os moradores.

8. Giardino

Por muito tempo, os giardinos já foram renegados por muitas pessoas, por ficarem localizados no térreo dos edifícios. Contudo, eles têm ganhado força no mercado imobiliário, em especial pelo baixo valor.

Além disso, os apartamentos térreos apresentam as suas vantagens, como espaço para jardins ou hortas, piscinas, playground para crianças, áreas gourmet e churrasqueira. Tudo isso dá ao imóvel o aspecto de uma casa, o que vem encantando os seus moradores.

Por contar com uma área externa, o giardino é recomendado para famílias com crianças ou para pessoas que gostam de fazer pequenas reuniões, por ser uma propriedade espaçosa.

9. Towhouse

Imóveis no estilo towhouse são mais populares na Austrália e nos Estados Unidos, mas se tornaram a nova sensação do mercado imobiliário e vêm se popularizando no Brasil por permitirem que você viva em uma comunidade sem abandonar a sua privacidade.

Apartamentos nesse estilo são encontrados em prédios baixos, com quatro andares no máximo, sendo cada unidade por andar. Entretanto, a propriedade não é espaçosa, tornando-se uma ótima opção para quem está adquirindo o seu primeiro imóvel. Vale ressaltar que, por estarem em prédios pequenos, eles compõem condomínios, geralmente com área de lazer, para que você e a sua família tenham conforto, privacidade e tranquilidade.

Pronto, agora, você já conhece as diferenças entre os tipos de apartamentos e pode escolher qual o melhor modelo para você e para a sua família. Caso tenha dificuldade de procurar um imóvel, conte com uma ajuda especializada, que vai apresentar somente aqueles que têm a ver com o seu perfil.

Outra forma de analisar as propriedades é com as nossas dicas! Avalie as características de cada uma e certifique-se da compatibilidade das suas necessidades com o que o imóvel oferece para encontrar a opção ideal e fazer a sua compra.

Então, gostou do conteúdo sobre os tipos de apartamento? Se você pretende investir em um imóvel, aproveite para se manter informado sobre novos conteúdos relacionados ao tema assinando a nossa newsletter.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Share via
Copy link
Powered by Social Snap