Reforma em casa: quando eu sei que é o momento de chamar um arquiteto?

Por Juros Baixos

Temos necessidade constante de mudanças, mas quando se trata de realizar mudanças em nosso lar, podemos entrar numa situação complicada. Afinal, já é bem conhecido que uma reforma pode gerar bastante dor de cabeça, especialmente quando não se faz o planejamento correto.

É por isso, que neste artigo, vamos tratar da necessidade de contratar um profissional especializado para ajudar no planejamento da sua reforma. Você vai entender em que ocasiões o arquiteto pode ser útil e necessário.

Qual o momento ideal de realizar uma reforma?

Fazer uma reforma em casa é uma decisão importante, devido aos custos e esforços envolvidos, e é por isso que precisamos entender qual o momento adequado para reformar. Algumas circunstâncias precisam ser levadas em conta:

  • Há defeitos evidentes, como rachaduras e infiltrações?
  • Sua casa ou algum cômodo parecem inadequados para suas atividades diárias, como dormir, trabalhar ou fazer refeições?
  • A configuração da família mudou (por exemplo, houve a chegada de um bebê ou de um idoso)?
  • Os acabamentos da sua casa te incomodam, por parecem inadequados, malfeitos ou velhos?

Se a sua resposta for afirmativa para uma ou mais dessas questões, é bem provável que seja necessário fazer uma reforma no seu ambiente doméstico. Para além dessas circunstâncias, no entanto, é preciso avaliar os fatores que tornam viável realizar a obra.

Deve-se conhecer os custos envolvidos na reforma pretendida, e isso é feito através de uma pesquisa de mercado, em que se avaliam os custos de todos os materiais e da mão-de-obra necessários. Ao fim, devemos avaliar se tais custos se encaixam em nosso orçamento, ou se temos uma reserva financeira suficiente.

Por outro lado, é preciso refletir sobre os impactos da reforma em nossa rotina, prevendo quanto tempo ela vai durar, se temos disponibilidade para acompanhar as obras, etc.

Veja também: Comprar ou alugar um imóvel: qual o melhor?

Quando é necessário chamar um arquiteto?

Em linhas gerais, a contratação de um arquiteto está ligada ao nível de complexidade da reforma e ao padrão estético ou de segurança que o cliente deseja. Vejamos com mais detalhes.

Exigências legais

Primeiramente, é importante dizer que, legalmente, toda obra, seja de reforma ou construção, necessita de um alvará expedido por autoridades municipais, com a assinatura de um profissional especializado, que pode ser um arquiteto ou um engenheiro civil. É ele que será o responsável legal pela obra, e, caso não seja contratado, o proprietário do imóvel terá que responder por qualquer irregularidade que venha a ocorrer.

Especialmente se se tratar de uma reforma em escritório, armazém ou outras dependências de uma empresa, torna-se ainda mais necessário contratar um profissional especializado, considerando-se as possíveis implicações legais da não contratação.

Obras com complexidade técnica

Quando a obra requer um planejamento técnico muito grande, é recomendável contratar-se um arquiteto, que possui os conhecimentos necessários para elaborar um bom projeto. Esse projeto, além de atender às necessidades do cliente, contemplará os fatores estruturais da obra e todos os custos envolvidos.

Ou seja, contratar um arquiteto para fazer o planejamento da sua reforma trará mais segurança, um melhor aproveitamento do espaço e, inclusive, uma redução considerável nos custos. Graças ao bom planejamento, você terá menos desperdício de material e de mão-de-obra e evitará futuras reformas para consertar algo que não saiu como esperado.

O arquiteto, inclusive, poderá acompanhar a obra de perto, orientando os demais profissionais e ouvindo as demandas do proprietário, garantindo, assim, que tudo sairá da forma mais adequada.

Exemplos de obras complexas que requerem a contratação de um arquiteto são: construção de um imóvel do zero, construção de um novo cômodo, alterações em partes estruturais do imóvel, como paredes e pilastras, reformas em piscinas, etc.

Quando a reforma requer criatividade

Por fim, destacamos os casos em que o proprietário tem uma exigência estética grande em relação à reforma. Exemplos são reformas em imóveis com um estilo específico, fachadas diferenciadas e obras decorativas, como fontes, monumentos e jardins.

Arquitetos são profissionais criativos, com capacitação para elaborar projetos ao mesmo tempo visualmente agradáveis, viáveis e seguros. Se você já tem uma ideia do resultado esperado, o arquiteto te ajudará a desenvolvê-la e colocar em prática.

Ao contratar um arquiteto, aliás, você estará valorizando o seu imóvel, graças aos melhores resultados obtidos na reforma e à credibilidade de um projeto elaborado por um profissional qualificado.

Organizando o orçamento para reformas

Como dissemos, o arquiteto está capacitado para elaborar ou ajudar na elaboração do orçamento da reforma. Ele definirá com precisão quais os materiais necessários, fará pesquisas de mercado e procurará reduzir os custos conforme as exigências do cliente.

O orçamento é um aspecto muito relevante em qualquer reforma e que demanda um planejamento financeiro por parte do proprietário. 

Embora o mais recomendado seja realizar o pagamento à vista, nem sempre isso é viável. Desse modo, pode-se optar por parcelar no cartão de crédito o pagamento de materiais e profissionais ou realizar um empréstimo

Nesse último caso, deve-se comparar as diferentes opções disponíveis e escolher a que melhor se adequa às suas finanças, de acordo com a taxa de juros, o número de parcelas e o volume de crédito. Por isso, não deixe de acessar um simulador para facilitar sua escolha.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Share via
Copy link
Powered by Social Snap