Por que meu crédito não foi aprovado? Saiba 5 motivos

Por que meu crédito não foi aprovado? Essa é a pergunta de quem solicitou empréstimo ou cartão de crédito e teve seu pedido negado. É preciso lembrar que as instituições financeiras têm critérios, que são analisados em cada pedido e costumam ser sigilosos, mas, compreendendo as causas mais comuns, é possível saber porque seu crédito não foi aprovado.

Grande parte dos motivos relacionam-se às condições do próprio cliente e, conhecendo-as, pode ser que você consiga corrigi-las para garantir o empréstimo pedido.

Interessado no tema? Continue a leitura, entenda como acontece a análise crédito e conheça 5 motivos para as instituições negarem crédito.

Como acontece a análise de crédito

Os bancos utilizam ferramentas capazes de identificar o perfil do cliente, antes de dizer se o crédito está aprovado ou não. Assim, são avaliados documentação, relacionamento com a instituição financeira, condições do crédito, e ainda são feitas pesquisas nos órgãos de proteção ao crédito. Veja o processo detalhadamente:

Análise de documentação

O primeiro passo para solicitar crédito é a apresentação dos documentos pessoais, pois, com essas informações, o banco vai pesquisar se o solicitante é confiável ou está mal-intencionado. Os dados e documentos necessários são:

  • CPF (cadastro de pessoa física);
  • CI (carteira de identidade);
  • Comprovante de endereço;
  • Nacionalidade;
  • Comprovante de renda;
  • Informações sobre atividade remunerada.

A análise de documentação é sigilosa, contudo, é preciso ter cuidado com o banco ou a instituição financeira escolhida, para evitar que os dados sejam usados em fraudes.

Relacionamento com a instituição financeira credora

Informados os dados pessoais, é avaliado o relacionamento do solicitante com o banco em que pediu o crédito. Caso já tenha havido a contratação de algum serviço com a instituição, o modo como foi extinto pode ser a diferença entre a facilidade ou a dificuldade na aprovação do crédito.

Pesquisa nos órgãos de proteção ao crédito

O banco pesquisa o nome do solicitante e todas as suas informações como pagador, se quita as contas em dia ou as deixa atrasadas. Essa é uma forma de verificar se ele pode honrar os compromissos financeiros assumidos.

Os dados como consumidor são comumente encontrados na Serasa, no SPC e no SCPC Boa Vista, por serem informados por empresas que já foram suas credoras. Essa fase é crucial para a análise do crédito. Quando há histórico de problemas nos pagamentos, é normal que a instituição financeira negue o crédito.

5 motivos para o crédito não ser aprovado

Ter acesso ao crédito pode facilitar a vida no momento de comprar bens de grandes valores. Todavia, consegui-lo pode ser difícil, especialmente para quem se enquadra em alguma das condições listadas a seguir. Atente a essas causas e corrija-as para ter crédito aprovado. Entenda mais!

1. Histórico de pagamento

Tão importante para aprovação de crédito, o histórico de pagamento também é usado para determinar a taxa de juros aplicada e o limite de crédito. Um bom histórico de pagamento garante que seu crédito seja aprovado com juros menores. Com um histórico ruim, os bancos não têm segurança para conceder crédito. Seja porque sofreu um endividamento ou pagou contas em atraso, o solicitante não é confiável para as instituições financeiras.

As chances de aprovação de crédito aumentam quando ele é solicitado no banco em que o proponente tem conta bancária, uma vez que o histórico de pagamento e o perfil de movimentações já são conhecidos da instituição credora.

2. Capacidade de pagamento

É preciso comprovar a capacidade de pagamento ao requerer um crédito, demonstrando que a renda é compatível com o montante pedido. O ideal é que as parcelas do empréstimo correspondam até 15% da remuneração mensal, a fim de manter a saúde financeira. Com um percentual maior de renda comprometida, é possível que o crédito seja negado, por entenderem que o solicitante não tem capacidade de pagamento.

3. “Nome sujo”

Caso o nome do solicitante esteja nos sistemas de proteção ao crédito, ele não terá seu pedido aprovado. O nome “sujo na praça” mostra que o indivíduo não é tido como bom pagador e que a instituição financeira corre um risco maior de prejuízo, com um possível inadimplemento.

É essencial que não haja restrições cadastradas no CPF na hora de solicitar o crédito. Por isso, antes de solicitá-lo, é importante pesquisar nome e CPF no SPC, na Serasa e no SCPC Boa Vista.

Não encontrando protesto, é só procurar o banco e pedir o crédito. Porém, ao encontrar dívidas, é preciso regularizar a situação primeiro e aguardar um período para recuperar a confiança das instituições financeiras.

4. Score de crédito

O score é uma das ferramentas de análise de crédito, que dá uma pontuação ao consumidor considerando os dados referentes ao seu histórico de pagamento. É uma estatística que demonstra se, no futuro, há chance de inadimplemento do pagamento do crédito concedido. A pontuação é classificada em baixa, média e alta, variando de 0 a 1.000 pontos, de acordo com a reputação financeira.

De 0 a 200 pontos, o cliente tem risco muito alto de inadimplência. Se tiver 201 a 400, o risco de inadimplência é alto. Já com a pontuação de 401 a 700, risco médio de inadimplência. De 701 a 900, o risco de inadimplência é baixo. Por fim, a pontuação de 901 a 1.000 apresenta muito baixo risco de inadimplência.

Um score baixo impede concessão de crédito. Entretanto, mesmo com alta pontuação, o pedido pode ser negado, pois a porcentagem de comprometimento da renda pode ser alta também. O banco analisa e acredita que o pagamento do crédito não caberá no orçamento do solicitante.

5. Valor da renda

Algumas instituições financeiras exigem um valor mínimo mensal de renda para aprovar crédito. Esse requisito varia de acordo com o banco, e o crédito pode ser negado se a remuneração for considerada baixa. Antes de solicitar um empréstimo, a pessoa precisa prestar atenção nas condições, para saber se sua vida financeira cumpre as exigências.

Vimos, então, que alguns motivos impedem a aprovação de seu crédito. Por isso, ao decidir pedir um empréstimo, realizar um financiamento ou solicitar um cartão de crédito, observe como está sua vida financeira. Demonstre aos bancos que você é confiável e tem condição de arcar com as parcelas mensais do crédito.

Achou essas análises complicadas? Conte com ajuda especializada da Credihome, que lhe prestará uma consultoria individualizada. Caso o crédito seja negado no primeiro momento, tenha paciência. Melhore seu score, por exemplo, e peça novamente.

Gostou deste post? Então, assine nossa newsletter e receba novas informações!

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Share via
Copy link
Powered by Social Snap