O que é Tabela SAC?

Se você está em busca de um bom financiamento imobiliário para conquistar o sonho da casa própria ou até mesmo abrir um comércio, provavelmente já se deparou com os termos Tabela SAC e Tabela Price. 

As duas siglas correspondem a métodos diferentes de quitar o financiamento imobiliário solicitado ao banco ou outra instituição financeira. Cada uma tem as suas particularidades, assim como diferentes vantagens e desvantagens. 

Saber corretamente as diferenças entre cada uma contribui muito com a escolha do melhor financiamento para você e sua família. Afinal, cada pessoa tem um planejamento financeiro e necessidades diferentes, o que exige métodos específicos para quitar as prestações do imóvel sem passar apuros. 

Quer entender melhor o que é e quais são as vantagens da Tabela SAC? Continue a leitura para tirar todas as suas dúvidas!

O que é Tabela SAC?

Em primeiro lugar, vamos entender o significado do termo. Tabela SAC significa Sistema de Amortização Constante, em que, de modo geral, o valor dos juros atrelados às prestações diminui conforme o tempo.

Perceba que, nessa modalidade, a diminuição do valor das parcelas ao longo do processo de financiamento faz com que o comprador tenha mais dinheiro sobrando no final do pagamento.

Dessa forma, conforme o comprador quita o financiamento, cada vez menos juros serão cobrados pelo vendedor, chegando a um valor muito pequeno no final da transação. 

Separamos um exemplo para você entender melhor como funciona a Tabela SAC: vamos supor que você contratou um financiamento de R$ 300 mil, dividido em 60 parcelas de R$ 5 mil, com taxa mensal de 1%. 

No primeiro mês, essa taxa seria cobrada em cima do valor total de R$ 300 mil, chegando a R$ 3 mil de juros pagos em conjunto com os R$ 5 mil da parcela, totalizando R$ 8 mil.

Na segunda prestação, os juros serão aplicados nos R$ 295 mil restantes, fazendo com que a taxa de 1% resulte em R$ 2.950. O valor a ser pago na segunda parcela, portanto, será de R$ 7.950. Um número ligeiramente menor do que o registrado na primeira parcela.

O que é Tabela Price?

Diferente da Tabela SAC, a Price é um método de amortização em que as parcelas do financiamento são iguais do começo ao fim. Nesse caso, o saldo devedor, que é o que você deve ao banco quando pede o empréstimo, é reduzido mais lentamente.

Na Tabela Price, o montante de juros fica maior ao fim do prazo, o que faz com que a última parcela do financiamento seja mais cara do que a primeira.

Isso ocorre porque ela tem um modo de amortização um pouco mais lento e suave do que a SAC. Por esse motivo, a quantidade total de juros costuma ser mais alta em parcelamentos de longo prazo feitos na tabela Price. 

Atualmente, esse sistema tem sido utilizado mais para o financiamento de automóveis do que de casas e apartamentos – já que, nesses casos, os prazos costumam ser muito longos e os juros bem maiores.

Tabela SAC X Tabela Price

A escolha pela Tabela SAC ou Tabela Price vai depender de muitos fatores, mas, em especial, do planejamento financeiro de cada um. Ele deve englobar o valor de entrada no imóvel e quanto de reserva inicial está disponível para quitar as primeiras parcelas.

A Tabela Price, por ter parcelas de valor fixo, pode facilitar muito a organização das contas mensais, de forma a tornar o período de financiamento mais previsível.

Já em relação à Tabela SAC, o decréscimo do valor das parcelas faz com que o pagamento das prestações fique cada vez mais fácil para o comprador. Afinal, as parcelas serão cada vez menores e você terá uma flexibilidade maior de gastos ao fim do financiamento.

Conforme citamos, a SAC é uma boa opção, especialmente para quem possui uma reserva maior de dinheiro no início do financiamento.

Além disso, as diferenças de juros dos dois métodos também deve ser levado em consideração na hora de optar por um método de financiamento. 

Acompanhe o exemplo a seguir:

Em um financiamento de R$ 300 mil em 30 anos, com juros de 9% ao ano, o total pago ao fim do prazo no SAC será de cerca de R$ 690 mil, sendo R$ 390 mil só em juros. Na Price, o total pago será R$ 841 mil, dos quais R$ 541 mil só em juros.

Neste caso, fica claro que o financiamento pela Price possui juros mais elevados. Fica a critério do comprador optar pelo sistema de financiamento que melhor se enquadra no seu planejamento financeiro e no quanto ele é capaz de pagar mensalmente em prestações.

Como escolher o melhor financiamento?

Saber as diferenças entre a Tabela SAC e Price já é um ótimo passo para quem está em processo de escolher o melhor modelo de financiamento imobiliário. 

Mas, em geral, o comprador deve estar atento a três pontos principais:

  • optar por uma instituição financeira confiável; 
  • estar atento aos juros de cada método de amortização 
  • refletir sobre quanto cada método impacta no seu planejamento financeiro mensal.

Esperamos que você tenha aprendido um pouco mais sobre as diferenças entre as tabelas para escolher o que se enquadre melhor nas suas necessidades. 

Gostou desse post? Então você também pode gostar desses:

Tabela SAC e Price: Entenda o que são e suas diferenças

Qual é o melhor financiamento de imóveis? Saiba como escolher

Afinal, como funciona a amortização do financiamento imobiliário?

https://credihome.com.br/financiamento-imobiliario

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Share via
Copy link
Powered by Social Snap