Entenda os principais termos relacionados ao financiamento!

Entender o financiamento é fundamental para conseguir planejar a compra de um imóvel, já que permite que você parcele o valor de uma casa ou apartamento e concretize o seu plano de ter um imóvel próprio.

Contudo, no momento de negociar um imóvel, mais importante que escolher a melhor localização, a quantidade de cômodos e o tipo de moradia, é preciso compreender os termos relacionados a essa linha de crédito.

Ficou interessado? Continue a leitura do artigo e saiba quais são principais termos do financiamento!

Valor de entrada

A entrada é o primeiro pagamento realizado para a compra de um imóvel, sendo que o restante do valor é financiado e pago em parcelas, acrescidas de juros até o fim da dívida.

O valor da entrada influencia diretamente o financiamento, pois, quanto maior ele for, menores serão seu saldo devedor, os juros pagos e o tempo para quitação do contrato. Além disso, uma grande entrada reduz o valor pago nas prestações e desafoga seu orçamento mensal.

Por outro lado, ao pagar uma entrada menor, você consegue um financiamento com mais parcelas de pequeno valor. Essa é uma boa opção aos que têm pouca reserva financeira para adquirir um imóvel.

Avaliação do bem

A avaliação do bem é essencial para o financiamento, pois ela determina o valor real e para investimento que um imóvel possui. Isso ocorre após analisar pontos e condições específicos determinados pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), como os seguintes:

  • localização;
  • documentação em ordem e atualizada;
  • acabamento e revestimento;
  • fachada;
  • sistema elétrico e hidráulico;
  • forros e telhados;
  • atividades que o imóvel suporta.

Feita essa avaliação, o valor do imóvel é definido e utilizado para fazer o financiamento. Dessa forma, você saberá as reais condições da propriedade e se compensa contratar esse tipo de empréstimo.

Sistema de amortização

A amortização é uma forma de reduzir o valor da dívida, com o pagamento das parcelas. Para isso, o sistema de amortização é feito em duas modalidades, a Tabela SAC (sistema de amortização constante) e Tabela Price.

Na Tabela Price, a amortização é feita pelas parcelas fixas do financiamento. O grande problema é que suas taxas são muito altas, pois não há correção no valor das mensalidades.

De forma diferente, Tabela SAC é realizada por parcelas decrescentes. Elas e o saldo devedor são ajustados pela Taxa Referencial (TR), tornando-se a melhor opção para financiamento dos imóveis, com um cálculo diferenciado.

Custo Efetivo Total (CET)

É comum definir o CET como taxa de juros. Entretanto, ele é composto também pela taxa de administração, pelo seguro do imóvel, pelo seguro de morte e invalidez, e por índices relacionados à Taxa Referencial.

O CET é o valor cobrado pelo banco para conceder um financiamento. Por isso, pesquise qual instituição financeira apresenta menor CET, já que ele influencia no valor final dessa linha de crédito.

Apesar de o financiamento ser popular no Brasil, as pessoas ainda não entendem como ele funciona ou mesmo quais são os termos relacionados a essa modalidade. Por isso, recomendamos que procure ajuda especializada. Conte com a CrediHome e seus consultores para esclarecer suas dúvidas sobre o processo de financiamento. Assim, você terá segurança em realizar o sonho da casa própria.

Gostou dessas informações? Então curta nossa página no Facebook e veja outros posts!

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Share via
Copy link
Powered by Social Snap