[17:43] Hamilton Bertocco
O que fazer quando atrasar a parcela do financiamento?

Por Juros Baixos

O financiamento é um ótimo aliado de pessoas que não dispõem de uma grande quantia, mas podem fazer pagamentos parcelados.

Ele geralmente é usado na compra de um imóvel ou no investimento de um negócio. E algumas dúvidas surgem quando pensamos na forma de pagamento das parcelas mensais.

Nesse contexto, você sabe o que acontece se atrasar ou deixar de pagar o financiamento? Entende como deve agir nesses casos?

Para ajudar você com esta questão, fizemos este texto explicando o financiamento e seu sistema de pagamento.

Como funciona o financiamento?

O financiamento funciona de forma semelhante a um empréstimo. Porém, é preciso informar ao banco o destino do dinheiro para que o crédito seja aprovado. 

Por isso, você não pode pedir financiamento para comprar roupas ou fazer uma viagem, por exemplo.

Geralmente, os financiamentos envolvem um valor alto, para a compra de imóveis, carros ou para a abertura de uma empresa, por exemplo.

Na compra de um imóvel com financiamento, você já pode desfrutar desse bem mesmo antes de pagar as parcelas, o que é um grande benefício. 

Além disso, você pode até vender a casa mesmo antes de pagar todas as parcelas, e a dívida restante ficará com o comprador.

Atraso na parcela: como funciona o limite de inadimplência

Uma das grandes dúvidas sobre o financiamento é o que acontece quando ocorre atraso na parcela e como funciona o limite de inadimplência.

O máximo de atraso que pode acontecer representa o não pagamento de três parcelas. A partir disso, você deve receber uma notificação extrajudicial para que quite toda a dívida ou faça uma negociação com o seu banco em até 15 dias.

Depois disso, se você não tomar alguma atitude para solucionar a situação, o banco tem o direito de ser o dono da propriedade, podendo leiloá-la para quitar a dívida.

Em resumo, leve muito a sério o pagamento mensal das parcelas do seu financiamento porque corre um sério risco de você perder o seu imóvel em caso de inadimplência recorrente.

É possível perder o imóvel em caso de atraso?

Ou seja, é sim possível perder o imóvel em caso de atraso, como citamos no tópico anterior.

Assim, caso você tenha dificuldade de pagar as parcelas, recomendo que já entre em contato com o banco para negociar a dívida. Uma opção é solicitar um prazo maior ou taxas de juros mais baixas.

Além disso, você também pode recorrer à Justiça caso se sinta lesado ou acredite que o banco agiu de má fé.

Mas lembre-se de que o principal documento é o contrato assinado por ambos e que a falta de pagamento é uma falha sua.

Como proceder em caso de atraso na parcela?

Neste cenário, você tem algumas opções de ação caso realmente atrase as parcelas. E foque nessas alternativas para não perder o seu imóvel.

Tente negociar o pagamento

Primeiramente, tente negociar o pagamento. Os bancos preferem um pagamento com atraso do que a inadimplência. Por isso, faça um planejamento financeiro e negocie os prazos de acordo com a sua situação econômica para não correr o risco de novamente não conseguir quitar as dívidas.

Reorganize suas finanças

Além disso, reorganize as suas finanças. A parcela do financiamento deve ser uma das suas prioridades mensais, assim como contas de luz, água e aluguel. Ou seja, evite compras desnecessárias, viagens e passeios se você não consegue quitar as suas despesas básicas.

Nesse contexto, você pode usar aplicativos que te ajudam a cortar gastos através de um planejamento financeiro pessoal estruturado. Você pode traçar metas e até receber notificações quando um gasto ultrapassar o limite mensal que você definiu para ele.

Verifique a possibilidade de portabilidade de dívida

Você também tem a possibilidade de verificar a portabilidade da dívida. Isso é vantajoso quando outra instituição financeira oferece condições melhores do que as impostas pelo banco com o qual você fez o financiamento. Então, neste caso, você pode migrar esta dívida para obter uma condição de pagamento melhor.

Porém, lembre-se de que isso terá custos extras. Você terá, por exemplo, despesas com o cartório para formalizar o negócio. Além disso, o novo banco escolhido fará uma avaliação do imóvel, e ela pode ser diferente da feita anteriormente, alterando o valor do bem.

Uma grande vantagem é que, quando você alega a portabilidade, muitos bancos melhoram as condições de pagamento com maiores prazos ou menores taxas na tentativa de manter o cliente antigo. Assim, você também pode observar se isso acontecerá com você para não precisar fazer todo o trâmite da portabilidade.

Busque outras formas de obter a quantia necessária

Além de tudo isso, busque outras formas de obter a quantia necessária para o pagamento das parcelas mensais.

Você pode pegar um empréstimo, por exemplo, se a taxa de juros dele for menor do que a taxa do financiamento. Algumas opções são o empréstimo com garantia de veículo ou o empréstimo pessoal.

Outra opção é buscar uma renda extra mensal para conseguir o capital necessário. Você pode fazer alguns trabalhos de freelancer na Internet, ser motorista de aplicativo, fazer doces para vender. Enfim, pense em suas habilidades para usar a criatividade a fim de conseguir uma renda extra.

Quando falamos em financiamento, você também pode usar o seu FGTS para quitar a dívida. Porém, deve verificar se o seu caso se enquadra nas regras do programa.

Considerações finais

Agora que você já sabe o que é financiamento e como fazer um planejamento financeiro pessoal consistente para não atrasar suas parcelas, pode obter o seu imóvel de maneira mais fácil.

E lembre-se de não ficar mais de três meses com o financiamento em atraso porque você pode perder o bem.

Se gostou desse conteúdo e deseja saber mais sobre planejamento financeiro, não deixe de conferir o blog Juros Baixos e ter acesso a mais artigos sobre finanças.

1 comentário em “O que fazer quando atrasar a parcela do financiamento?

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Share via
Copy link
Powered by Social Snap