Financiamento habitacional negado: saiba o que fazer

Você já precisou lidar com um financiamento habitacional negado ou tem essa preocupação? Após decidir comprar um imóvel, é comum contar com a opção de financiá-lo para realizar o pagamento. Com a possibilidade de parcelar grande parte do valor, fica mais fácil conquistar a casa própria.

Contudo, como esse contrato faz uma análise da documentação do comprador e uma avaliação de crédito, há a possibilidade de que o pedido seja negado pela instituição financeira. Por isso mesmo, é essencial entender o que pode levar à negativa e como agir nesses casos.

Tem interesse no assunto? Então, continue a leitura deste conteúdo para saber os principais motivos que resultam no pedido de financiamento habitacional negado e o que fazer nessas situações.

Quais são os motivos para ter o financiamento habitacional negado?

Ao iniciar o planejamento para a compra do imóvel com o financiamento bancário, é comum que surjam dúvidas sobre quais motivos podem levar à recusa da instituição financeira. Confira, a seguir, quais são os principais.

Problemas com a Receita Federal ou com o INSS

Existem obrigações que você deve observar em relação à Receita Federal e ao INSS. A entrega da declaração anual do Imposto de Renda e a quitação das contribuições previdenciárias são fundamentais para não ter problemas com esses órgãos, que podem resultar em certidões de dívida ativa e outras restrições.

Como a instituição faz uma análise completa da documentação e do perfil de crédito do comprador, a identificação dessas pendências pode impedir a concessão do financiamento. Assim, antes de fazer o pedido, confira se todas as suas obrigações estão em dia.

Incompatibilidade de Renda

Esse é um dos principais motivos para a ter o crédito negado. Muitas vezes, pessoas com um ótimo histórico de crédito Não conseguem o financiamento habitacional devido à incompatibilidade da renda comprovada com o valor das parcelas.

Os contratos feitos pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH) permitem o comprometimento de até 30% da renda comprovada pelo comprador. Assim, se a simulação resultar em parcelas superiores a esse valor, o financiamento será negado.

Nesses casos, vale a pena considerar quais foram os comprovantes apresentados e se eles realmente demonstram o seu poder aquisitivo. Quem conta com diferentes fontes de renda precisa apresentar documentos que comprovem todos os valores recebidos mensalmente.

Restrições no nome do comprador

Quando o comprador tem restrições em seu nome, com a inclusão em cadastro de inadimplentes, o crédito será negado. Isso acontece porque a instituição faz uma análise detalhada do histórico de crédito para avaliar os riscos do negócio.

Ao identificar as pendências, isso demonstra que existe um risco maior de que o contratante não pague as parcelas acordadas. Como consequência, a instituição financeira nega o pedido.

Comprometimento do perfil de crédito

Mesmo com o nome limpo, existem algumas situações relacionadas ao perfil de crédito do comprador que podem impedir a aprovação do financiamento. Um Score de crédito muito baixo, que demonstra uma alta probabilidade de inadimplência, pode ser suficiente para que a empresa negue o pedido ou inclua taxas de juros mais elevadas.

Se você tem um histórico de pendências financeiras com o banco escolhido, isso também pode prejudicar a avaliação de crédito. Portanto, vale a pena considerar esses fatores antes de escolher a instituição onde você solicitará o financiamento.

Situação do imóvel

No financiamento habitacional, o próprio imóvel é a garantia do contrato. Por isso mesmo, a instituição financeira faz uma avaliação da propriedade para ver se ela está regularizada e em plenas condições de uso. Desse modo, a falta de documentos importantes ou problemas na construção podem impedir a aprovação do pedido.

Como agir quando a instituição nega o financiamento habitacional?

Se você teve o financiamento habitacional negado, não precisa encarar isso como o fim dos seus planos de comprar o imóvel. Existem algumas atitudes que podem ser adotadas para solucionar o problema. Confira, a seguir.

Entenda o motivo da recusa

O ponto de partida é entender o motivo da recusa, já que isso influenciará as medidas que você deve adotar para conseguir a aprovação em uma nova solicitação.

Portanto, converse com a instituição financeira para entender o motivo da negativação e faça a consulta do seu CPF nos cadastros de inadimplentes para verificar se existem restrições ou a sua pontuação no Score.

Negocie com credores para quitar dívidas

Caso tenha negativações em seu nome, procure os credores para negociar as dívidas e retirar a restrição. Infelizmente, enquanto houver pendências registradas não será possível ter o financiamento aprovado.

Se não for possível quitar à vista, opte pelo reparcelamento do débito. A partir da primeira parcela, a empresa deve retirar o seu nome dos cadastros de inadimplentes. No entanto, é preciso ter atenção ao Score de crédito, que precisará ser mais alto para conseguir a aprovação. Nesse caso, a dica é conferir se você está com o cadastro positivo ativado e pagar todas as contas em dia para aumentar a sua pontuação.

Avalie a possibilidade de usar a composição de renda

Quando a recusa se deu devido à limitação da parcela a 30% do rendimento, considere a composição de renda. Faça a compra em conjunto para que seja possível somar os ganhos e aumentar a prestação permitida.

Verifique quais são as regras aceitas pela instituição de crédito: em alguns casos, só é possível fazer isso entre casais, enquanto outros são mais flexíveis, exigindo apenas a comprovação de algum tipo de vínculo familiar (pais, irmãos etc.). Também existem opções que permitem essa composição entre pessoas que não têm vínculos tão próximos, como os amigos.

Economize para aumentar o valor da entrada

Outra forma de resolver o problema quando o financiamento habitacional for negado por limitações de renda é aumentar a entrada. Quanto maior for o pagamento inicial, menores serão as parcelas, então essa mudança pode ajudar na aprovação.

Faça uma análise do orçamento para ver se existem valores em reserva que podem ser aplicados ou se organize para juntar o valor faltante. Encontrar formas de reduzir as despesas mensais ou opções de renda extra podem ajudar a ter o valor suficiente para ter o contrato aceito pela instituição.

Depois de entender quais são os motivos para ter o financiamento habitacional negado e como resolver esse problema, esperamos que fique mais fácil conseguir a aprovação do contrato. Para isso, não se esqueça de fazer um bom planejamento do seu orçamento e conferir toda a documentação para evitar irregularidades que possam impedir a conclusão da compra.

Se você gostou deste conteúdo e quer acompanhar outras dicas importantes para auxiliar na aquisição do seu imóvel, siga as nossas redes sociais e confira as novidades. Estamos no Facebook, no Instagram e no LinkedIn.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Close Bitnami banner
Bitnami