Conheça 8 etapas para comprar um imóvel

Decidiu investir em um imóvel? Com certeza esse é um grande passo para quem deseja sair do aluguel, reforçar o patrimônio e ter mais conforto. Contudo, é importante ter cuidado em todas as etapas para comprar um imóvel, pois, assim, você não terá dores de cabeça no futuro.

A decisão de comprar uma casa ou apartamento envolve um alto valor, assim como influencia no bem-estar e na qualidade de vida de toda a família. Por essa razão, vamos ajudar você a entender, de maneira bem sucinta, como concretizar a aquisição desse bem.

E aí, ficou curioso e quer conhecer as principais etapas para comprar o seu imóvel? Então, continue acompanhando os próximos tópicos e confira.

1. Defina os interesses

O passo inicial para acertar nessa compra é definir as principais prioridades e interesses na propriedade. A casa ou o apartamento precisam estar pelo menos um pouco adaptada às preferências dos moradores e atender às necessidades de cada um. O ideal é ter uma meta para a disposição dos ambientes, quantidade de cômodos e demais detalhes que você considerar interessantes.

Se você geralmente recebe amigos e familiares em casa, uma área de churrasco ou uma sala ampla, por exemplo, podem ser necessárias. Se você tem filhos pequenos, eles podem facilmente dividir um quarto, mas lembre-se de que vão crescer e certamente vão querer privacidade. Você tem animais? Então, vai precisar de uma área de serviço maior ou de um quintal amplo. São alguns fatores que devem ser considerados na hora de escolher seu imóvel.

2. Elabore um planejamento financeiro

Esta é uma etapa indispensável para as pessoas que pretendem adquirir um imóvel. A partir dessa tarefa, você vai conseguir organizar suas finanças, cortar gastos desnecessários do dia a dia e fazer investimentos, de forma a multiplicar as chances de realizar seus sonhos.

Uma dica infalível é fazer uma planilha com todos os gastos durante o mês. Dessa forma, vai ser muito mais fácil controlar suas economias e entender até qual valor você vai poder gastar sem ter prejuízo.

3. Faça simulações

Muitas pessoas desavisadas acabam cometendo o grande erro de ir visitar os imóveis com base em suas preferências. Fazendo isso, correm o risco de ter uma grande decepção ao descobrir que a casa ou o apartamento de que tanto gostaram não cabem em seu orçamento. Portanto, é imprescindível que, antes de tudo, você faça uma simulação e só depois visite os imóveis.

4. Conheça o imóvel

Depois de ter feito a simulação, você finalmente vai poder conhecer a propriedade pela qual tem interesse. Neste momento, é importante ter bastante atenção aos detalhes do lugar, especialmente se o imóvel for usado. Avaliar o bem ao vivo é fundamental para verificar se está dentro do que você deseja e se você consegue ver sua vida naquele local.

Uma boa dica é visitar todos os imóveis possíveis que realmente caibam no seu orçamento. Use sempre a razão em vez da emoção e jamais se apegue de cara à primeira propriedade que conhecer. Quanto mais casas ou apartamentos você visitar, mais vai ter opções de escolha e de negociação.

5. Verifique as formas de financiamento

O financiamento é, hoje em dia, o modo mais fácil de comprar um imóvel pronto ou na planta. Porém, antes de contratar esse serviço, é importante verificar qual banco apresenta as melhores condições do mercado e conhecer as formas de financiamento disponíveis.

Mesmo podendo financiar boa parte do valor de uma casa ou de um apartamento, normalmente é preciso ter um dinheiro reservado para dar entrada no processo.

6. Avalie bem a região

É fundamental avaliar a região no momento da compra de imóvel. Não vai valer muita coisa se você encontrar um apartamento ou casa perfeitos se o imóvel estiver localizado em uma região ruim ou, por exemplo, se estiver em uma área inóspita. Então, vá ao local pelo menos três vezes, durante o dia e durante a noite, para fazer uma boa análise da área.

Fazendo isso, você vai ter uma boa noção dos níveis de segurança e uma base de qual é o perfil e o estilo de vida dos moradores.

Lembre-se também de verificar se há supermercados, escolas, centros comerciais e farmácias que ficam próximos do bairro. Se você não abre mão do bem-estar, a presença de praças, academias, parques e ciclovias é indispensável.

7. Verifique a documentação

Agora é o momento de verificar a documentação do imóvel desejado. É preciso analisar se a pessoa com a qual você está fazendo negócio é, de fato, a proprietária da unidade. Mas como ter essa resposta? Bom, você consegue saber por meio da certidão atualizada do Registro de Imóveis da cidade. Tal documento também vai mostrar a você se não existem ônus reais, como hipotecas ou penhoras.

Outra dica relevante é verificar a situação jurídica de quem está vendendo o imóvel para você. Você pode pedir certidões de “nada consta” na Justiça Federal e Estadual. Caso haja alguma ação civil, você vai ter que acessá-las e observar se há alguma dívida cobrada, pois, se houver, os credores vão precisar concordar com a venda.

8. Considere as taxas extras

Outra dica muito importante antes de oficializar a sua compra é ficar atento com os gastos que você vai ter após fechar negócio, anotando todas as taxas extras para não ter problemas com isso.

Normalmente, você vai ter que desembolsar um bom dinheiro para deixar o imóvel legalizado e registrado em um cartório. Veja alguns gastos extras que terá:

  • o ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis), um imposto que corresponde a 2% do valor venal do imóvel, precisa ser quitado antes da mudança para a propriedade;
  • o registro, que é o documento que comprova que determinado bem pertence a você;
  • gastos com mudança — afinal, as despesas envolvendo carretos tendem a ser frequentes;
  • reformas pequenas, uma vez que as casas e os apartamentos geralmente são entregues somente com os itens básicos de acabamento instalados e, por isso, gastos com alguns reparos tendem a ser comuns.

Lembre-se de fazer uma boa avaliação das diferenças de preço entre os imóveis dos quais você gostar. Uma dica essencial, no momento de fazer essa análise, é contar com a ajuda de profissionais capacitados para fazer essas contas.

Na CrediHome, por exemplo, você vai ter acesso às melhores opções de crédito. Sem contar, que você vai poder identificar quais delas se encaixam mais no perfil de propriedade que você quer comprar.

Os consultores vão ajudar você na escolha da melhor linha de crédito, disponibilizando uma assessoria gratuita de todo o processo. Por isso, ao avaliar a sua escolha, não deixe de fazer uma consulta com nossa equipe para escolher a melhor alternativa para o pagamento.

Agora que você já sabe quais são as principais etapas para comprar um imóvel, já pode realizar o seu grande sonho com tranquilidade. Jamais se precipite nessa hora: ter planejamento é o grande segredo quando o que está em jogo é fazer uma excelente compra imobiliária.

O que achou dessas dicas? Gostou e quer continuar aprendendo em nosso blog? Então, aproveite para ver quais são os 5 tipos de crédito imobiliário que você precisa conhecer.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Share via
Copy link
Powered by Social Snap