Como funciona o empréstimo digital?

O empréstimo é uma opção para quem deseja quitar dívidas, montar seu próprio negócio ou reformar sua casa. Devido à imensa quantidade de modalidades de empréstimo, você precisa analisar qual é a ideal para seu perfil e condição financeira. Contudo, independentemente do tipo escolhido e da finalidade dessa operação financeira, você pode conseguir o valor necessário de maneira mais rápida, por meio do empréstimo digital.

Ficou interessado no assunto? Então, continue a leitura deste artigo para saber mais!

O que é o empréstimo digital?

O empréstimo digital está entre as melhores para os seus problemas financeiros. E a primeira vantagem é que você não precisa mais sair de casa para solicitar o crédito, pois é possível requerer o seu empréstimo em uma plataforma de bancos ou em fintechs que sejam especializadas nesse tipo de serviço. Por essa razão, o empréstimo digital é simples, sem burocracia e concedido de forma rápida, já que a análise do pedido e a liberação de valor são feitos de forma automática.

Como funciona?

Ao optar pelo empréstimo digital, você precisa buscar uma plataforma confiável para evitar golpes ou fraudes com o uso dos dados que informar. Assim que decidir qual o melhor banco ou fintech, informe todos os dados solicitados, assim como o valor pedido e compare as ofertas apresentadas.

Dessa forma, você vai encontrar a melhor opção de pagamento para sua condição financeira atual. Depois disso, é provável que você deva apresentar os seguintes documentos:

  • documentos pessoais (CI, CPF ou CNH);
  • comprovante de renda, emitido em até 60 dias;
  • comprovante de endereço recente;
  • uma selfie do rosto (fotografia feita na hora);
  • número de uma conta bancária.

A plataforma vai analisar seu perfil financeiro e os documentos enviados. Se você for aprovado, é só aguardar o depósito do valor em sua conta bancária.

Quais são as modalidades desse empréstimo?

Conheça as modalidades de empréstimo mais comuns no mercado e veja quais são mais adequadas ao seu perfil financeiro.

Financiamento

O financiamento somente é utilizado na compra de imóveis e veículos, que são bens considerados de alto valor. Por isso, esse empréstimo concede só o valor da futura aquisição. Nesse caso, a instituição financeira compra o bem e lhe dá a posse, por meio da alienação fiduciária. Você só se torna proprietário quando quitar o financiamento, momento em que o banco transfere a propriedade do bem para seu nome.

Entretanto, a quitação dos financiamentos pode ser longa, com parcelas mensais altas, e têm uma taxa de juros de cerca de 4%.

Cheque especial

O cheque especial é um empréstimo pré-aprovado que não precisa ser solicitado, já que o banco sempre lhe oferece um valor extra em sua conta corrente depois de analisar suas informações financeiras e bancárias. Você pode sacá-lo no caixa eletrônico assim que o seu saldo acabar, pois é uma reserva de emergência.

Mas não se esqueça de que cheque especial é um empréstimo e, quando termina o dia com saldo negativo, é cobrada uma taxa de juros de aproximadamente 8% ao mês.

Cartão de crédito

Empréstimo mais comum, o cartão de crédito tornou-se desejo de muitos clientes, que o utilizam como extensão de sua renda mensal. Entretanto, é preciso realizar seu pagamento corretamente, uma vez que, quando a fatura não é integralmente quitada, de modo automático, você pega um valor como crédito, o famoso rotativo.

Dessa forma, o valor da fatura não paga soma-se à próxima fatura, com acréscimo da maior taxa de juros, correspondente a cerca de 14% ao mês.

Empréstimo pessoal

Um tipo de crédito que pode ser utilizado da forma que você quiser é o empréstimo pessoal. Suas condições de pagamento variam, o que permite que você escolha a mais adequada a sua vida financeira. Entre suas vantagens está a possibilidade de negociar o número de parcelas e os valores de cada uma, podendo a taxa de juros ser pré ou pós-fixada.

Ao contratar empréstimo pessoal, é usual que você apresente uma garantia para assegurar a concessão do crédito, facilitando o processo de análise da condição financeira.

Empréstimo consignado

A contratação do empréstimo consignado é muito comum entre aposentados e pensionistas da Previdência Social, ou por pessoas que conseguem comprovar facilmente sua renda. Trata-se de uma modalidade de empréstimo pessoal com o pagamento das parcelas descontado direto na folha de pagamento ou nos benefícios previdenciários.

Sua maior vantagem é oferecer uma das menores taxas de juros do mercado, sendo a melhor opção para regularizar suas pendências financeiras, pela flexibilidade de parcelas.

Empréstimo com garantia

O empréstimo com garantia é a modalidade que garante a menor taxa de juros do mercado, pois seu contratante apresenta um bem ao banco ou instituição financeira para assegurar o pagamento da dívida. O bem oferecido pode ser imóvel, veículo, joias e parte de seu salário. Essa garantia é analisada pelo banco e, se aceita, o empréstimo é liberado. Para não perder a garantia, você não pode atrasar o pagamento das parcelas, pois o banco pode negociá-lo em caso de inadimplência.

De todas as modalidades, o empréstimo com garantia é a melhor para quem precisa de crédito, uma vez que o valor de suas parcelas são menores. Por essa razão, invista nesse serviço.

Por que esse é o melhor momento para um empréstimo digital?

O melhor momento para realizar um empréstimo digital é agora! Isso porque o chamado IOF Zero foi prorrogado até outubro, devido à desoneração do Governo Federal. Dessa forma, você consegue realizar operações financeiras com tributações reduzidas. Atualmente, o IOF para empréstimos e financiamentos giram em torno de 0,38% sobre o valor total, acrescido de 0,0082% por dia.

Com essa isenção, você pode contratar um empréstimo digital mais barato até o dia 2 de outubro deste ano. É uma oportunidade única. Todavia, é necessário ter cautela. Observe se o IOF foi incluído no empréstimo, pois não adianta trocar juros de 1% por uma taxa de 2%. Para que o empréstimo seja favorável, esse imposto não deve estar embutido na operação de crédito.

Neste artigo, vimos que adquirir um empréstimo digital é muito mais fácil e tem pouca burocracia. Não se deve, porém, interpretar essa simplificação na aquisição do empréstimo como se todas as modalidades tivessem baixas taxas de juros e parcelas que cabem no bolso. Para assegurar sua tranquilidade, invista em um planejamento financeiro consciente e compare as modalidades, a fim de garantir que conseguirá quitar com as parcelas do empréstimo. Tenha atenção e conte com a assessoria de uma empresa séria desse setor.

Conheceu as vantagens de um empréstimo digital, mas está com dívida? Neste post, você vai ver como é possível fazer a portabilidade de crédito para pagar menos juros.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Share via
Copy link
Powered by Social Snap