Quais os documentos necessários para financiar um apartamento?

Ter toda a documentação separada e organizada antes de financiar um apartamento vai te poupar muito tempo e evitar  desgastes no processo. Mas, antes de mais nada, vamos elucidar como funciona o processo de financiamento imobiliário.

Funciona assim: o comprador paga um valor de entrada ao vendedor do imóvel e o restante do montante será emprestado por uma instituição financeira. Assim, o acordo entre os dois pode ser feito e o comprador já poderá tomar posse do imóvel. O pagamento do restante do valor será feito ao banco, ou financiadora, em parcelas corrigidas e acrescidas de juros. Por isso é importante fazer a simulação e comparar diferentes opções de financiamento.

Financiar um apartamento já é um processo bastante burocrático, então é importante deixar a documentação organizada e preparada para conseguir a liberação do crédito de forma mais ágil.

Documentação necessária para financiar um apartamento

As regras e documentos para conseguir o financiamento até podem variar de uma instituição para outra, mas não muito. No geral, a documentação necessária é a seguinte:

  • Documento de identidade (RG);
  • CPF;
  • Certidão de nascimento – para pessoas solteiras
  • Certidão de casamento – para pessoas casadas
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de renda;
  • Carteira de trabalho;
  • Imposto de renda;
  • Extrato bancário.

Caso opte pelo uso do FGTS para dar entrada, quando for financiar um apartamento, será necessário um extrato detalhado do FGTS. A instituição vai usá-lo para verificar se o comprador está dentro das regras do programa e poder seguir com o financiamento.

Essa organização vai facilitar o processo e evitar idas e vindas para acertar a documentação. Mas, existem outros cuidados que devem ser tomados referentes aos documentos.

Verifique a situação do seu CPF

As instituições financeiras irão verificar a situação do seu CPF antes de liberar o crédito para o financiamento. Se houver problemas com ele, por exemplo a listagem em órgãos de proteção ao crédito como SPC e Serasa, dificilmente o crédito será liberado. Portanto, se antecipe. Se for o caso, faça a negociação da dívida e deixe o caminho livre para conseguir financiar o apartamento.

Confira a validade dos documentos

Esteja atento à validade dos seus documentos. Alguns deles, como o CPF, são vitalícios, ou seja, não têm prazo de validade – no entanto, devem estar em boas condições de uso e leitura. Agora, comprovantes de renda e residência, esses devem ser o mais recentes possível a fim de garantir que representem a situação atual de renda e residência.

Geralmente as instituições pedem comprovantes de no máximo 3 meses atrás, mas é preciso conferir os critérios exigidos antecipadamente. De qualquer forma vale a regra: quanto mais recente for o documento, melhor.

Organize suas finanças antes de financiar um apartamento

Você terá que comprovar sua renda, demonstrar finanças e estar em dia com a Receita Federal, então, para que o processo corra bem, ao financiar um apartamento, certifique-se que está tudo em ordem. 

Uma vez tendo o crédito aprovado, você vai assumir as parcelas, por isso lembre-se que não deve comprometer mais de 30% da sua renda com as prestações mensais – essa não é uma regra ou critério das instituições, mas é uma dica preciosa para evitar o endividamento.

Manual Credihome para financiar um apartamento

Pensando em ajudar nesse processo tão especial que é o de adquirir um imóvel, nós da Credihome preparamos um manual onde você encontrará detalhes sobre como funciona o financiamento, quais são os tipos, quanto de renda precisa ter, como se organizar, quais são as taxas cobradas e muito mais. Clique aqui e confira o manual.

Se esse post te ajudou, confira os demais conteúdos que temos disponíveis:

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Share via
Copy link
Powered by Social Snap