Vale a pena fazer curso para ser corretor? Conheça os 3 mais indicados

Já parou para pensar se vale a pena fazer um curso para ser corretor? Se você já trabalha na área, pode estranhar essa pergunta, mas nós explicamos: o aperfeiçoamento é fundamental para que você tenha mais sucesso em suas transações imobiliárias e para atuar de forma regulamentada. Afinal, o mercado apresenta novidades a todo o tempo e nem sempre é possível acompanhá-las sem ajuda, certo?

Quer entender melhor os benefícios de fazer um curso para ser corretor, compreender como ele funciona e qual a importância de se especializar na área? Continue a leitura e confira as dicas que separamos para você.

A importância de fazer um curso para ser corretor

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci) só registra profissionais que tenham passado por um curso profissionalizante da área e isso é obrigatório para a atuação do corretor. Você pode optar por um curso superior ou pelo Técnico em Transações Imobiliárias, que é oferecido por instituições reconhecidas nacionalmente por meio de ensino a distância (EAD).

Esses cursos oferecem a certificação para corretores imobiliários, abordando temas importantes, como legislação do setor, matemática financeira (fundamental para as transações de compra e venda, principalmente) e sistema tributário. Você também terá aulas básicas de arquitetura, mercado imobiliário, documentação, entre outras.

Uma informação importante: para obtenção de registro junto ao Creci, é obrigatório o diploma de um curso técnico. Também são exigidas, pelo menos, 128 horas de estágio supervisionado. Somente após isso, você poderá atuar legalmente como corretor de imóveis.

Os 3 cursos de Técnico em Transações Imobiliárias mais procurados

1. Senac

O curso de Técnico em Transações Imobiliárias do Senac é um dos mais conhecidos do país. Ele pode ser feito a distância e tem duração de 960 horas, incluindo, pelo menos, uma aula presencial mensalmente, durante o período de formação.

Nele, você terá acesso a algumas matérias, como administração, compra de imóveis, controle, avaliação e planejamento de vendas, locação, entre outras.

2. Ibresp

O curso oferecido pelo Instituto Brasileiro de Educação Profissional do Estado de São Paulo (Ibresp) também pode ser feito a distância. Porém, as provas são feitas presencialmente, podendo ser agendadas pelo aluno. Para entrar, é preciso comprovar a conclusão do Ensino Médio, além de apresentar os documentos de identificação.

Nele, as disciplinas giram em torno de legislação e direito, matemática financeira, ética e relações humanas, economia e mercado, entre outras. O curso é credenciado pelo Conselho Estadual de Educação.

3. Ibrep

Esse curso é voltado aos profissionais da região Sul do Brasil, abrangendo os estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina, onde atua o Instituto Brasileiro de Educação Profissional (Ibrep). As aulas são pela internet, e os alunos recebem apostilas, acesso a simulados e um conteúdo multimídia, além de terem acesso a um bate-papo com os instrutores para tirar dúvidas.

Como você pôde ver, fazer um curso para ser corretor é essencial para obter o Creci e atuar de forma regularizada. Certamente, os aprendizados ajudarão você a fazer melhores negócios, além de manter-se atualizado sobre as tendências do mercado imobiliário.

O que achou do nosso artigo? Você já tem a certificação necessária para atuar como corretor de imóveis? Ficou com alguma dúvida ou tem alguma dica de curso interessante? Deixe um comentário no post.

1 comentário em “Vale a pena fazer curso para ser corretor? Conheça os 3 mais indicados

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Share via
Copy link
Powered by Social Snap