Vale a pena usar o imóvel como crédito para comprar outro?
Por Bossa Nova Sotheby’s International Realty

Saiba mais sobre como funciona a permuta imobiliária e algumas questões que devem ser levadas em consideração neste tipo de crédito.

Conhecida como permuta imobiliária, essa negociação depende da aceitação do vendedor do imóvel que você tem interesse. Normalmente, ela acontece entre alguém que possui um imóvel de valor mais baixo e que tem interesse em comprar outro de valor superior.

Diversos compradores têm necessidade de vender o imóvel que já possuem para, então, poder fechar a compra do imóvel novo. Embora essa oportunidade possa ser percebida como um entrave, é possível transformá-la em oportunidade. Ou seja, é possível realizar a venda e compra como uma negociação de permuta.

A primeira orientação a todos que se encontram nesse cenário é entender que esse não é um problema individualizado, ou seja, muitas pessoas atravessam situações semelhantes e para terem finalizado o processo de aquisição da casa ou do apartamento desejado, precisam negociar um imóvel anterior.

Marcello Romero, CEO da Bossa Nova Sotheby’s, destaca que “mais da metade dos compradores precisam, primeiramente, vender o imóvel que possuem para realizar um novo negócio. Uma das alternativas é estar aberto ao processo de permuta. Além disso, é fundamental para os casos em que a permuta não é uma possiblidade, levar em consideração a questão da precificação correta. Estabelecer de maneira adequada o preço do imóvel tem um impacto significativo na agilidade da venda”.

Mas como funciona?

O vendedor do imóvel de valor mais alto precisa aceitar a permuta, ou seja, aceitar que seu pagamento seja feito em dinheiro e parte com o valor do imóvel que você colocará no negócio. Além de aceitar o formato, chegar a um acordo sobre os valores dos dois imóveis é o que vai dizer se vale a pena ou não este tipo de crédito.

A permuta às vezes envolve situações mais complexas e dúvidas, principalmente quando o imóvel que se pretende usar como crédito possui um financiamento ainda não quitado. Porém, é importante que você saiba que se este é o seu caso, você pode fazer algo antes de desistir de comprar um novo imóvel.

“Para quem deseja vender um imóvel e comprar outro na sequência, é essencial contar com um consultor imobiliário que seja especializado no perfil do imóvel em questão (faixa de valor, região, tipo de produto). Em um mercado caracterizado pela pluralidade, contar com profissionais que entendam as realidades macro e micro regionais é essencial.”, complementa Marcello Romero.

Uma boa providência é somar o saldo do financiamento do seu imóvel atual e a diferença do novo imóvel para que saiba qual o valor do novo financiamento. Verifique se sua renda é compatível, providencie toda a documentação e deixe seu crédito pré-aprovado.

Com este crédito você tem duas opções. A primeira, é quitar seu imóvel, vendê-lo e então partir para a compra do imóvel pretendido. A segunda, é buscar um imóvel com vendedor que aceite permuta e dar seu imóvel como crédito.

Permuta garantida

Com o mercado aquecido, há muita movimentação de ofertas, por isso, estar pronto para negociar é fundamental. Poucos vendedores neste momento irão esperar que você comece o processo de busca de crédito para estar habilitado para fazer uma negociação de venda de permuta, que já é um pouco mais difícil de encontrar aceites.

Na modalidade de permuta garantida, você se muda e tem 12 meses de carência, sem o pagamento da parcela principal, para vender o imóvel atual. Com o dinheiro da venda, você pode quitar o crédito com garantia de imóvel e decide se usa o restante para abater uma parte ou todo financiamento do novo imóvel.

Para tirar quaisquer dúvidas que tenham surgido, você pode fazer uma simulação de crédito  no nosso site. E se precisar, pode contar conosco para te ajudar no que for necessário.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Share via
Copy link
Powered by Social Snap