Confira 7 boas práticas de como juntar dinheiro para comprar imóvel

Mesmo vivendo momentos de grande turbulência econômica, muitos ainda continuam sonhando com a casa própria. Esse sonho pode se concretizar quando há um bom planejamento financeiro, que permita que o investidor saia das dívidas geradas ao adquirir um imóvel. O ideal é sempre se organizar para decidir qual o melhor modo de juntar dinheiro para comprar imóvel. 

Tenha certeza de que promover algumas mudanças de comportamento e repensar hábitos de consumo são ações capazes de transformar seu sonho de adquirir uma casa ou apartamento em realidade. 

Está duvidando? Então confira algumas dicas infalíveis de como juntar dinheiro para comprar um imóvel. Acompanhe os próximos tópicos e aproveite para colocar as sugestões em prática o mais rápido possível! Boa leitura!

1. Comece pelo planejamento

Comprar um imóvel é uma das decisões mais relevantes que qualquer pessoa pode tomar na vida. Lembrando que estamos falando de um investimento muito grande, logo, merece muito planejamento e atenção. Para dar esse passo com os pés no chão, procure:

  • avaliar quanto você pode poupar todos os meses sem passar apertos;
  • criar uma planilha eletrônica, anotando todas suas despesas e receitas;
  • fazer projeções de todos esses valores para os próximos meses.

Esse vai ser seu fluxo de caixa, que vai ser de grande auxílio na hora de determinar seu investimento mensal para a aquisição do imóvel. Dessa forma, se você notar que sempre sobram em torno de 500 reais no final do mês, procure fazer investimentos com esse valor.

Você pode efetuar uma análise das opções a seu alcance e considerar o que é mais interessante para sua realidade. Não deixe de incluir esse depósito no seu controle financeiro, certo? É preciso encarar isso como sendo uma obrigação e nunca use o dinheiro para outros fins.

Ainda nessa etapa, considere aquelas despesas sazonais, que geralmente passam despercebidas em vários planejamentos financeiros. Quais são elas? Material escolar dos filhos, IPVA, licenciamento do carro etc. A lógica é bastante simples: quanto mais preparado e ciente de que você precisa poupar, menores vão ser as chances de algo sair errado.

2. Trace suas prioridades

Chegou o momento de traçar suas prioridades. Crie uma lista que contenha todos os seus planos, além da compra de uma casa ou apartamento. Anote exatamente tudo, como aprender uma nova língua, cursar uma pós-graduação, fazer uma viagem, e pense sobre o prazo para cada realização, o grau de importância e o que é fundamental para o seu desenvolvimento profissional e pessoal.

Saiba que esse é um momento essencial, pois vai trazer grande clareza aos seus planos e vai ajudar você a definir metas que sejam mais ajustadas a suas necessidades e realidade.

3. Faça cortes estratégicos no orçamento

Ao contrário do que muitos podem pensar, não é necessário deixar de sair, de viajar e de fazer passeios para conseguir comprar um imóvel. Lembre-se de que tudo pode ser ajustável. Então avalie cuidadosamente quanto você tem gasto em seus momentos de lazer e tente diminuir alguns custos, tais como:

  • os pedidos de fast food;
  • o pacote da TV a cabo;
  • as compras desnecessárias;
  • as festas do final de semana.

Tenha atenção especial também a suas despesas fixas mensais, como energia, água e Internet. O que posso fazer para economizar nas contas de água e de luz? É possível escolher um plano de Internet mais em conta? Quando você não tem intenção de assumir altos compromissos, como a compra de um imóvel, é comum que você não se preocupe tanto com essas questões. Agora, se você quer poupar dinheiro, seu foco principal precisa ser o montante de contas fixas mensais.

4. Defina uma meta de economia

Com total consciência sobre seus gastos e ganhos, após realizar os ajustes nas despesas, é o momento de definir quanto vai ser guardado. Afinal de contas, determinar metas é uma maneira muito eficiente de se manter firme no objetivo de economizar.

Essa iniciativa também vai permitir que você tenha uma noção de quanto tempo será necessário poupar dinheiro até que a quantia sirva para dar uma entrada no imóvel. Então, com seu orçamento na mão, sabendo de tudo o que pode ser poupado, estipule um valor a ser economizado mês a mês.

O grande segredo é separar esse recurso assim que você receber o salário. Jamais deixe o dinheiro na conta, pois assim você não corre o risco de gastá-lo. Caso você perceba que cada centavo da sua renda familiar e pessoal já está comprometido, há uma saída: procurar novas fontes de ganho. É o que você vai entender no próximo tópico.

5. Busque uma renda extra

Aumentar a renda é uma ótima saída para quem precisa ter maior folga no orçamento e converter parte dos ganhos extras para comprar um imóvel. Se você considerar essa possibilidade, busque conhecer opções viáveis para o seu perfil.

Pare e pense quanto tempo você tem disponível para trabalhar em algo complementar e verifique quais são as oportunidades que vão se encaixar nesse período. Analise também sobre quais talentos você pode colocar a serviço desse grande propósito que é adquirir seu imóvel próprio.

Um bom exemplo de trabalho é atuar como motorista de aplicativo. Além disso, você pode realizar atividades freelancer, vender produtos, enfim, são muitas as opções, basta fazer uma breve pesquisa e optar pelo trabalho que seja mais alinhado ao seu perfil.

6. Evite as compras por impulso

Um erro que muitas pessoas cometem e que pode prejudicar todo o orçamento é fazer compras por impulso. Um bom exemplo é um passeio no shopping que vem acompanhado de inúmeras sacolas, muitas vezes com coisas desnecessárias. 

Foi a uma loja de roupas e gostou de alguma peça? Em vez de comprar o item logo de cara, pense se ele é realmente necessário para você naquele momento. Levar algumas calças somente porque estavam na promoção pode custar recursos bastante valiosos que poderiam ajudar você a realizar seu sonho de ter um apartamento. Tenha esse mesmo pensamento ao entrar em supermercados e demais lojas. 

7. Faça o seu dinheiro render

Comprar uma casa ou um apartamento exige gastos bem maiores do que apenas o valor do bem. Você também terá que se preocupar com decoração, documentação, mudança, mobílias, taxas, possíveis reformas, entre outras coisas. Por essa razão, é fundamental ter um dinheiro guardado para que você possa pagar todas essas despesas.

Então, além de buscar formas eficazes para economizar, procure pesquisar sobre modos de fazer seu dinheiro render. Não entende muito sobre investimentos? Então conte com a ajuda de alguma empresa ou profissional especializado. Evite sempre aplicações de médio e de alto risco.

Bom, como você pode ver, juntar dinheiro para comprar imóvel exige algumas mudanças. É importante ter em mente que o fruto desse sacrifício é a realização de um grande sonho. Aprenda qual a melhor maneira de economizar e escolha a opção mais viável para você.

E aí, gostou de conhecer dicas para juntar dinheiro e realizar seu sonho de comprar um imóvel? Então aproveite para seguir as nossas páginas nas redes sociais e acompanhar as novidades por lá! Estamos no Facebook, Instagram, LinkedIn e YouTube!

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Share via
Copy link
Powered by Social Snap