Como a Selic influencia nas taxas de crédito imobiliário

Por Juros Baixos

Compreender a influência da taxa Selic sobre o crédito imobiliário é mais simples do que parece. Estatisticamente 99,4% dos brasileiros não entendem como funciona o sistema de juros compostos e, destes, metade não sabe com clareza o que é uma taxa de juros, segundo uma pesquisa publicada pelo portal InfoMoney.

Por isso preparamos um guia prático que vai te ajudar a entender um pouco melhor sobre o assunto.

Como a Selic influencia nas taxas de crédito imobiliário?

Simplificadamente, com a Selic em baixa, a tendência é que outras taxas também caiam, fazendo com que o crédito fique mais barato.

Uma dica simples é observar a tendência e o movimento de redução e elevação da Selic. Anunciada em alta pelo Copom no início de agosto, chegando a 5,25% ao ano. Assim, já se espera aumentar o crédito imobiliário no segundo semestre do ano.

Outro fator que você deve observar é o aumento do poder de escolha pelo financiamento mais barato. 

Assim, com condições melhores para pagamento, você avalia a compra pelo próprio imóvel não somente pelo valor. Logo, talvez aquele tão sonhado imóvel que não se encaixava no orçamento, agora se encaixa.

Além disso, é uma excelente oportunidade para aquelas pessoas que contrataram um crédito imobiliário com taxas elevadas. Você pode fazer refinanciamento imobiliário e aplicar taxas mais baixas. Ou seja, você pode pedir para renegociar a dívida ou a portabilidade da mesma para um banco que ofereça mais vantagens.

O que é a taxa Selic?

Em poucas palavras, a Selic é a taxa básica de juros.

Todos os bancos no Brasil se baseiam na Taxa Selic para realizar as cobranças de todas as suas taxas. Além de ser aplicada nos empréstimos realizados entre os bancos,  a taxa é aplicada também entre aplicações feitas em títulos públicos federais.

O Comitê de Política Monetária (Copom) é o órgão que determina a Selic através de uma reunião que dura dois dias em um total de 8 encontros por ano. A definição da taxa selic é baseada no contexto atual e no que se espera para o futuro na economia nacional.

Qual a relação da Selic com o crédito imobiliário

Ao elevar a taxa selic, mesmo que os preços de imóveis estejam em baixa, ocorre um reajuste no valor do crédito imobiliário. Digamos, por exemplo, que num contrato condicionado à Selic, ocorra um aumento da taxa de 10% para 12%, desta forma ocorrerá também um aumento do custo das prestações do imóvel.

Como os imóveis são um bem de alto valor, a venda imobiliária se torna muito sensível ao crédito. Desta forma, caso ocorra um aumento, as pessoas não se sentirão aptas e dispostas a realizar o crédito imobiliário, diminuindo a procura e provocando a redução dos preços.

Porém, num exemplo onde a taxa Selic caia de 10% para 8%, resultará na redução da taxa de financiamento, aumentando consideravelmente as chances de aquisição de um imóvel e motivando a procura. Além disso, caso a oferta não acompanhe o fluxo da economia, resultará na valorização dos imóveis.

Como funcionam as taxas no empréstimo imobiliário

A maneira mais fácil de comprar um imóvel é através do financiamento a longo prazo, mas para que não se afogue em dívidas, é preciso compreender e ter atenção aos juros do financiamento imobiliário e a maneira como eles impactam o preço de qualquer empréstimo que eles representam.

Os juros são o pagamento pelo dinheiro que o banco empresta ao tomador. Pois se o cliente pagasse apenas a amortização do crédito, o banco teria prejuízo devido à inflação.

Existem 3 tipos de juros:

  • Taxa Nominal

Seu valor anual é fixo e sem variações. É, de fato, a própria taxa de juros e deve ser citada em todos os contratos, inclusive nas transações bancárias.

  • Taxa Real

É a taxa de juros que sofre correção da inflação.

  • Taxa Efetiva

Quando ocorre capitalização, a taxa nominal deve ser convertida em taxa efetiva. Assim, quando os juros aplicados ao capital inicial, o valor a ser recebido será maior que o apontado pela taxa nominal.

Os juros do crédito imobiliário são compostos pelos custos operacionais, resultantes da origem dos recursos; e pelo fator spread, que é a diferença entre os juros pagos ao credor e os cobrados em multas aplicadas a clientes inadimplentes.

Além disso, o tempo de financiamento interfere na taxa de juros. Assim, quando receber ofertas de prazos mais estendidos, fique atento, pois pode cair em inúmeros juros e taxas elevadas.

Como aproveitar as melhores oportunidades

A forma mais simples de aproveitar as melhores oportunidades do mercado imobiliário, é estar atento às oscilações da taxa Selic e às taxas de juros do crédito imobiliário.

Além disso, busque sempre as melhores formas de pagamento para seu bolso e sua necessidade, optando por comparar diferentes opções.

De olho no mercado

No início de maio, o Copom anunciou aumento da taxa Selic para 3,5% ao ano. Ou seja, é esperado um aumento da taxa de crédito imobiliário para o segundo semestre. A notícia demonstra que modalidades de crédito vinculadas à poupança ou à inflação pelo índice IPCA podem ser impactadas brutalmente pelo aumento precoce da Selic.

Como exemplo, temos os investimentos financeiros como LCI – um investimento aplicado ao dinheiro que os bancos emprestam para financiar, construir ou reformar imóveis. Se você deseja saber como funciona este tipo de aplicação, clique aqui e veja as possibilidades. 

Além disso, de acordo com o Money Times, o crédito imobiliário está impulsionando as vendas e promete ser recorde em 2021. Ou seja, o crédito imobiliário experimentou um aumento de 60% entre 2010 e 2019 e a tendência em 2021 é continuar subindo.

Seja a compra da casa para própria moradia ou para aluguel e, assim, fazer uma renda extra, o momento é favorável para o investimento. Com a pandemia do novo coronavírus a tecnologia vem para somar. As pessoas passam mais tempo em casa e investem mais no próprio conforto.

Ao compreender a taxa Selic e sua influência no mercado imobiliário você tem mais poder de escolha na hora da compra, distinguindo boas ofertas de outras com taxas abusivas..

E você, o que achou de saber sobre como a Selic influencia no mercado imobiliário? Conte para gente nos comentários!

https://credihome.com.br/financiamento-imobiliario

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Close Bitnami banner
Bitnami