O que acontece se atrasar o pagamento do financiamento imobiliário?

Atrasar o pagamento do financiamento imobiliário é uma situação que pode acontecer com qualquer pessoa, especialmente se ocorrerem imprevistos durante o pagamento da dívida. Mesmo com um bom planejamento financeiro, situações inesperadas podem surgir e apertar o seu orçamento. 

Mas o que acontece se atrasar o pagamento do financiamento, ou até mesmo deixar de pagar alguma parcela? Em primeiro lugar, saiba que essa é uma situação comum no Brasil, especialmente durante a pandemia da Covid-19.

Segundo o portal O Globo, no primeiro semestre de 2020, o número de pessoas inadimplentes com o financiamento com FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) chegou a 35% a mais que no ano anterior. 

A seguir, explicamos o que acontece se atrasar o pagamento do financiamento imobiliário e como lidar com essa situação. 

Como funciona o financiamento?

Antes de explicarmos o que acontece se atrasar o pagamento do financiamento, é importante deixar claro como ele funciona. O financiamento é um tipo de crédito similar ao empréstimo, a diferença é que você deve utilizá-lo especificamente para a compra de imóveis, carros ou abertura de uma empresa.

Ou seja, o financiamento não pode ser utilizado para qualquer finalidade  como acontece com o empréstimo, como comprar roupas ou fazer uma viagem. Geralmente, os financiamentos envolvem um crédito alto e são voltados para compras maiores.

Uma das vantagens do financiamento imobiliário é que você consegue desfrutar do imóvel antes mesmo do término do pagamento. Além disso, você pode até vendê-lo antes de pagar todas as parcelas, negociando a dívida com o próximo proprietário.

O que acontece se atrasar o pagamento do financiamento? 

Como o financiamento imobiliário é um investimento grande e de longo prazo, pode acontecer de você atrasar ou até mesmo deixar de pagar uma das parcelas. Então surge a dúvida: o que acontece se atrasar o pagamento do financiamento?

Em primeiro lugar, é importante que você entenda como funciona a inadimplência no caso de um financiamento. 

O máximo de atraso que pode acontecer é de três parcelas da dívida. A partir disso, você deve receber uma notificação extrajudicial para quitar o atraso ou fazer uma negociação com o seu banco em até 15 dias.

Portanto, se a sua dúvida era o que acontece se atrasar o pagamento do financiamento, saiba que o que ocorre é uma notificação a partir da terceira parcela atrasada. Se essa é a sua situação, o ideal é negociar o pagamento com o banco o quanto antes.

Negociação na Justiça

Além da negociação com o banco, também é possível recorrer à Justiça, caso você se sinta lesado no processo ou acredite que o banco tenha agido de má-fé. 

Contudo, aconselhamos que você fique atento ao contrato assinado por você e pela instituição financeira, já que o documento costuma sinalizar que a falta de pagamento é de responsabilidade do comprador. 

Atrasei a parcela e não negociei a dívida. E agora?

O que acontece se atrasar o pagamento do financiamento e não negociar com o banco a situação? Nesse caso, a instituição financeira tem o direito de ser a dona da propriedade, podendo até leiloá-la para quitar a dívida. 

Ou seja, você corre o risco de perder o imóvel. Portanto, é preciso tomar muito cuidado para não atrasar o pagamento do financiamento, evitando esse tipo de situação.

O que fazer ao atrasar o pagamento do financiamento? 

Conforme citamos, o melhor caminho para lidar com o atraso no pagamento do financiamento é tentar renegociar a dívida com o banco

Com isso, você pode pedir um prazo maior ou taxas de juros mais baixas. Afinal, é melhor um pagamento com atraso do que total inadimplência. 

Dessa forma, renegocie os prazos conforme a sua situação econômica para evitar um novo atraso nas parcelas.

Organize as finanças

Outra atitude importante que você deve ter se atrasar o pagamento do financiamento imobiliário é reorganizar as finanças. As parcelas do financiamento devem constar no cálculo das suas despesas fixas do mês, juntamente com as contas da casa, como luz, água e internet. 

Uma boa dica nesse momento é reavaliar alguns gastos supérfluos que podem ser cortados, como delivery de comida, transportes por aplicativo, assinaturas de streaming, eventos de lazer, viagens, entre outros. 

Estabeleça um teto de gastos mensais que seja compatível com a sua realidade financeira atual, levando em consideração as parcelas atrasadas do financiamento imobiliário. Assim, fica mais fácil ter um controle maior sobre o seu orçamento.

Portabilidade de dívida

Outra possibilidade para quem atrasar o pagamento do financiamento é realizar uma portabilidade de dívida. Ou seja, você transfere o pagamento do seu financiamento para outro banco que tenha condições melhores do que o seu banco atual. 

Dessa forma, você pode migrar a sua dívida de banco em busca de melhores condições de pagamento. Apenas se atente aos custos extras do processo, como as despesas com o cartório para formalização do negócio. 

Além disso, o novo banco escolhido fará uma avaliação do imóvel, e ela pode diferir da realizada anteriormente, alterando o valor do bem.

Busque rendas extras

Se você está tendo que lidar com o atraso no pagamento do financiamento, pode ser interessante buscar uma fonte de renda extra para conseguir juntar o dinheiro necessário para quitar a dívida. 

Lembre-se também que, quando falamos em financiamento imobiliário, é possível utilizar o FGTS para quitar a dívida. Procure saber se o seu caso se enquadra nas regras do programa. 

Agora que você sabe o que acontece se atrasar o pagamento do financiamento imobiliário, assim como o que fazer para contornar a situação, fica mais fácil enfrentar a dívida com mais organização e segurança. 

Se esse texto te ajudou, não deixe de conferir outros conteúdos que temos postado por aqui:

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Share via
Copy link
Powered by Social Snap