Aprenda como simular o financiamento imobiliário do seu futuro imóvel

Quando chega a hora de comprar a casa própria, boa parte dos brasileiros opta pelo parcelamento do novo bem. Nesse momento, é fundamental saber simular financiamento imobiliário do imóvel. Afinal, com essa simples ação, você pode garantir parcelas que cabem no seu bolso e evitar surpresas desagradáveis.

A seguir, vamos explicar detalhadamente como você pode fazer a simulação, como identificar os imóveis mais em conta e como obter ajuda ao realizar esse procedimento. Acompanhe a leitura!

Como simular financiamento imobiliário?

Realmente, não é tarefa fácil definir o melhor tipo de financiamento. A boa notícia é que os simuladores facilitam justamente a tarefa de escolher a melhor opção de parcelamento do imóvel. Para isso, durante a simulação, é importante testar todas as linhas de créditos disponíveis em diferentes bancos. Também é necessário simular as prestações, a renda que precisará se comprovada com o intuito de conseguir o crédito, entre outras funcionalidades oferecidas pelos simuladores.

Não se pode esquecer de colocar o valor total do imóvel, a quantia de entrada e o período de pagamento (se você vai dividir em 10 ou 20 anos, por exemplo). Todos esses dados, somados, permitem que você tenha uma ideia do valor que será pago em cada parcela na aquisição do imóvel.

Isso facilita o planejamento financeiro para tal aquisição. Afinal, você consegue prever o gasto no orçamento e pode realizar o seu sonho sem entrar em dívidas ou ter outras dores de cabeça.

Como identificar os imóveis de acordo com sua renda?

Abaixo, veja as nossas dicas para buscar o imóvel mais alinhado à sua realidade financeira.

Priorize a possibilidade de dar bom valor de entrada

Vale a pena buscar um imóvel em que seja é possível pagar pelo menos 30% de entrada. Por exemplo, caso você pague uma entrada de R$ 150.000,00, o ideal é que a casa ou apartamento tenha o valor máximo de 500 mil. A grande vantagem dessa estratégia é que o comprador paga menos juros nas prestações, tendo em vista a alta quantia dada como entrada.

Vale destacar que nesse momento é possível, inclusive, utilizar o saldo do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) na compra do imóvel. Caso verifique que as economias não são suficientes, é melhor esperar por mais um tempo até acumular o valor necessário.

Atente-se aos valores das prestações

É importante não gastar mais de 30% do salário a cada prestação da nova casa ou apartamento, tendo em vista as suas despesas essenciais como alimentação, água, energia, entre outras. Além disso, imprevistos financeiros podem acontecer a qualquer momento, por isso é necessário construir uma reserva.

Para conseguir a ajuda necessária para fazer a simulação, saiba que há plataformas de análise das linhas de crédito que ajudam a identificar as melhores condições de financiamento de acordo com a sua renda. Essa consultoria especializada torna mais fácil a decisão de qual banco utilizar.

Como vimos, simular financiamento imobiliário ajuda as pessoas a encontrarem o imóvel ideal. Com essa simples atitude, você conhece o valor necessário para pagar como entrada e o preço das prestações, garantindo um bom negócio.

Lembre-se de que a compra de um imóvel exige, sobretudo, um bom planejamento financeiro. Quer simular o seu financiamento imobiliário? Acesse agora o nosso site!

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Share via
Copy link
Powered by Social Snap